Rede Mundial de Estações AURORA
(8ª Nação Planetária Sem Fronteiras)
Entidade Responsável
Instituto Internacional para a REDE AURORA
www.redeaurora.org.br
 
Apresentação
(Nota:
para acessar nosso ESTATUTO, siga até o fim do texto abaixo)


A pessoa jurídica da Rede Mundial de Estações AURORA é o INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA, entidade constituída na forma da lei, para fins não econômicos (sem fins lucrativos), com sede e foro em Irati (PR) — Brasil — jurisdição internacional, sem vínculos político-partidários e religiosos, de caráter universalista, criada como uma resposta (ou uma proposta) de um crescente grupo de pessoas diante do quadro planetário observado, sentido e vivido por todos nós nestes tempos iniciais de Terceiro Milênio
 
A finalidade, grosso modo, é implementar, no maior número possível de lugares em todo o mundo, artesanalmente e a partir de adesões voluntárias, sempre com base em critérios específicos de localização geográfica, desenho, projeto, implantação, gestão e desenvolvimento, uma REDE de pequenos assentamentos agroecológicos autodeterminados, com infraestrutura de moradia, trabalho, convívio, criação, cooperação mútua, produção, consumo, saúde, educação, profissionalização e lazer como base de uma COMUNIDADE INTERNACIONAL, ou SEM-FRONTEIRAS, ou PLANETÁRIA, ou ainda AQUARIANA, denominada “AURORA”.
 
Ou seja, uma COMUNIDADE crescentemente autossubsistente e autossuficiente, consubstanciando, assim, a "Rede Mundial de Estações AURORA", numa perspectiva marcada pelas diretrizes reveladas pelo documento internacional denominado AGENDA AQUARIANA (http://www.agendaaquariana.org.br), e tendo como referência cosmogônica o ENTENDIMENTO AMASÓFICO (www.amasofia.org.br e www.facebook.com/escoladeamasofia) sobre a Vida, a natureza humana, a história da Terra e dos terrestres e de nosso momento planetário e destino individual e coletivo.

Trata-se de uma proposta não só teórica mas, sobretudo, prática, um testemunho vivo de quem acredita no que está fazendo e que o faz sabendo que um discurso pautado no exemplo, no testemunho objetivo, talvez seja hoje a única linguagem de comunicação capaz de levar adiante discursos dessa natureza e com essa amplitude e complexidade de metas e objetivos.
 
Acreditamos, igualmente, não sermos “donos da verdade” — não é essa a ideia, muito pelo contrário — mas sim, que a soma das alternativas que estão nascendo e prosperando presentemente mundo a fora (pelo menos aquelas imbuídas de uma perspectiva de renovação tão profunda quanto abrangente, ocupadas de verdade com a construção de paradigmas novos que possam substituir aqueles sob os quais hoje assentamos nossa Civilização) poderá, em conjunto, representar em si mesmas uma saída, ou várias saídas, ou pelo menos uma indicação de rumo a ser considerada individual e coletivamente para que cada cidadão planetário em si e a totalidade da humanidade terrena possam redesenhar os dramáticos cenários futuros que nos aguardam a chegada, a nós e às gerações futuras, onde decerto muitos de nós haveremos de estar também, novamente.
 
Como dito acima, a REDE MUNDIAL DE ESTAÇÕES AURORA — finalidade institucional do INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA — tem como referência programática a AGENDA AQUARIANA, documento internacional que reúne vinte e dois (22) tópicos ou diretrizes de caráter norteador para todos os que estão, mundo a fora, empenhados nos processos relativos à TRANSIÇÃO PISCES-ACQUARIUS em todos os seus múltiplos, complexos e profundos aspectos.
 
Para ler sobre a AGENDA AQUARIANA e ficar sabendo igualmente sobre as 16 (dezesseis) Redes Mundiais de Estações Aquarianas (Nações Aquarianas Sem Fronteiras) que estariam em curso de autoidentificação em escala planetária acesse http://www.agendaaquariana.org.br. Os conteúdos do referido site já estão sendo disponibilizados em diferentes idiomas, como o francês, o espanhol e o inglês, por exemplo.

Para saber mais sobre a REDE AURORA via Facebook, vá em www.facebook.com/redeaurora. No YouTUBE visite: www.youtube.com/auroravideoint.
 
O que a Rede Aurora não é
 
A Rede Mundial de Estações AURORA não é um conjunto de comunidades mais ou menos isoladas ou estanques, com moradores "fixos", mas uma só "comunidade planetária" (sem fronteiras) com muitas "moradas" (Estações), algo mais comparável a uma rede de albergues rurais autossuficientes do que a qualquer outra coisa.
 
Repetindo: a Rede Mundial de Estações AURORA não é uma "associação de comunidades", absolutamente, mas UMA SÓ COMUNIDADE, de caráter planetário, sem fronteiras, “cigana”, digamos assim, mas com muitas "moradas", mundo a fora.
 
Nossa prática não é adquirir uma terra, colocá-la em nome de alguém ou de uma associação regulamentada, visando abrigar mais ou menos ecologicamente um grupo igualmente mais ou menos numeroso de pessoas (solteiros e famílias constituídas). As Estações Aurora são "portais" da Rede Aurora que têm uma perspectiva não só planetária, ou seja, de se fazer presente em muitas regiões da Terra (Gaia), mas igualmente interplanetária, ou seja, aberta à realidade do REINO HUMANO como fenômeno cósmico universal e pluridimensional. As Estações Aurora são "estações" de um movimento constante de recriação do Mundo e da Vida na superfície da Terra (Gaia), dentro de uma corrente específica de interpretação deste ideal, perspectiva esta iluminada, por um lado, pelo entendimento amasófico, "cola" dos que vivem a REDE AURORA como ideal de vida, e, por outro lado, pelo documento internacional AGENDA AQUARIANA, do qual a REDE AURORA é livre-signatária, como acima foi destacado.
 
Construindo lugares para se viver planetariamente e em paz, nos reconstruímos como gente para podermos protagonizar esse mundo novo agora ou nas vidas futuras que haveremos de viver em Gaia, e numa tão perfeita quanto possível articulação com as demais quinze Redes Mundiais semelhantes reveladas ou antevistas pela AGENDA AQUARIANA.
 
As Estações Aurora são elementos de uma infraestrutura global integrada e interdependente, onde a comunidade de moradores da REDE AURORA poderá circular livremente, cada qual com seu projeto de vida no contexto da REDE. Não estamos propondo "comunidades alternativas" ou “ecovilas” aqui ou ali, mas uma comunidade tão planetária quanto "aquariana", com muitos "pousos", muitas bases de trabalho, dedicação, vida, arte, cultura, saber e sabedoria, troca, tecnologia, criatividade, inventividade, convívio, segurança, cooperação, amor e dedicação, ainda que, no momento, estejamos fortemente contaminados por valores e expectativas, medos e inseguranças decorrentes da cultura na qual nascemos e da qual ainda muito dependemos, em muitos aspectos, para subsistir e sobreviver.
 
Decerto haverá pessoas mais sedentárias, enquanto outras circularão mais, ou por índole e natureza, ou em razão das obrigações que forem assumindo com seus pares, nessa ou naquela Estação Aurora, estejam elas no Brasil ou na Mongólia, na França ou no México, na Argentina, no continente africano ou na Austrália, ou na Rússia, na Ucrânia ou na Polônia de hoje.
 
Seus moradores (denominados Yamassis) não "pertencem" ou são MORADORES dessa ou daquela Estação, mas da REDE AURORA como um todo, já que a REDE AURORA, ao integrar postulados amasóficos e as orientações da AGENDA AQUARIANA, liberta o indivíduo e o grupo familiar de uma "propriedade", de um "emprego" e de uma "nacionalidade". Ela abre uma oportunidade universal, para todos, de cooperarem com a Vida em geral, sem fronteiras, sem governos centrais, sem moeda, e com seus Semelhantes onde melhor suas capacidades e habilidades, bem como suas vontades de servir e de aprender com outros, possam se colocar.
 
E não estamos e nem nos sentimos “isolados”, mas a 8ª (oitava) das 16 (dezesseis) REDES MUNDIAIS DE ESTAÇÕES AQUARIANAS reveladas ou antevistas — profeticamente, digamos assim — pela referida AGENDA AQUARIANA, um documento iluminado essencialmente por Ramatis (Kutumi ou Frabncisco de Assis, ou ainda Pai Seta Branca).
 
Aos que buscam alternativas de "sobrevivência"
 
A REDE AURORA também não é — de modo algum — uma iniciativa preocupada ou ocupada com os acontecimentos "catastróficos", maiores ou menores, que com certeza deverão marcar a dita Transição Pisces-Acquarius, com todas suas causas diretas e seus previsíveis desdobramentos socioculturais, religiosos, econômico-financeiros, políticos, ideológicos, militares, físico-geográficos, climáticos, telúricos, astronômicos, ufológicos, paranormais, dentre outros mais.
 
E muito menos determina ou sustenta datas ou sistemas quaisquer de datação em relação à época ou período em que tais eventos se intensificarão ao ponto de comprometer e romper as tessituras da política oficial tanto quanto da oculta, a sociocultural, a econômica e físico-material ou a geográfica da Civilização atual. Busca, é verdade, manter-se informada em relação aos processos em curso e trabalha no sentido da autodeterminação estratégica de suas unidades (Estações Aurora) e da REDE AURORA como um todo, em razão da possibilidade dessa ruptura afetar a continuação regular de seus objetivos e metas em termos da IMPLANTAÇÃO, no maior número possível de lugares no mundo, de suas ESTAÇÕES AURORA, no contexto das diretrizes reveladas pela AGENDA AQUARIANA.
 
Tal instância — inclusive a da sobrevivência física de cada um ao longo desse tempo de "travessia" — tem a ver com o processo espiritual de cada um, não com a REDE AURORA e suas finalidades humanitárias e universais. Colocamo-nos apenas como "construtores" (tal qual “serventes de pedreiro”) de uma infraestrutura que, em razão das orientações psicomediúnicas que a REDE AURORA admite como hipótese de trabalho (Amasofia), tem certo "padrão", segue certo "modelo", um "design", na medida em que  suas Estações são projetadas e construídas como "máquinas radiônicas" (emissivas, receptivas e balizadoras) que as tornam tão únicas como vibratoriamente semelhantes entre si, consubstanciando, dessa maneira, a Rede Aurora como um todo, da mesma forma como deverão ser únicas as demais 15 (quinze) outras Redes Mundiais de Estações Aquarianas em gestação no mundo.
 
Vale destacar que, antes de uma preocupação radicalmente ecológica, a REDE AURORA pauta seus esforços pela busca de autodeterminação de suas unidades e da REDE AURORA como um todo, ou seja, autossuficiência, autossubsistência e autosustentabilidade (autodeterminação) crescentes.
 
Nada e nenhuma de nossas orientações constituem "segredo" ou instrumento de poder junto a terceiros ou a quem quer que seja. A nossa referência é um conhecimento público e se articula com todos os saberes possíveis, sem preconceito, e através de voluntários e do próprio Codificador da Amasofia busca ser um ENTENDIMENTO o mais divulgado possível, pelos meios que têm sido possíveis, inclusive em razão dos pesados custos que este objetivo envolve (Vejam Instituto Internacional de Amasofia - www.amasofia.org.br e ainda: www.facebook.com/escoladeamasofia e www.youtube.com/escoladeamasofia).

 
Os conceitos e diretrizes, escolhas e critérios que a REDE AURORA adota, portanto, são, em princípio, próprios da Rede Aurora, mas não necessariamente exclusivos dela. Sua adoção por quem quer que seja não constitui, como se tem apregoado, recurso de "segurança" contra os acontecimentos amplamente difundidos pelas Profecias antigas e modernas e que, sem dúvida, se aproximam rapidamente do cotidiano de todos nós, estejamos ou não na REDE AURORA ou em outra REDE AQUARIANA qualquer, ou fora de qualquer movimento do gênero. São apenas, tais características, uma "marca vibratória", uma identidade radiônica da REDE AURORA, como uma espécie de "impressão digital", nada mais, aceitas pela REDE AURORA como válidas para si mesma.
 
A Rede Aurora não é uma "seita"
 
Também não somos uma "seita", e muito menos uma "seita ufológica", mas tão somente uma equipe que busca aprender a trabalhar desmistificadamente com Inteligências não físicas e criaturas de outros orbes que há milênios guardam estreita relação com o processo terrestre como um todo.
 
Não praticamos nada do ponto de vista espiritualista, mágico, ocultista ou esotérico, não fazemos rituais, não cultuamos mestres, santos ou místicos, quaisquer que eles sejam, não seguimos gurus, não entoamos mantras, não ingerimos substâncias mágicas ou ritualísticas, e não nos valemos de recursos de comunicação psicomediúnica inconscientes e, igualmente, não praticamos qualquer tipo de discriminação religiosa, econômico-social, profissional, civil, educacional, de orientação sexual, de etnia, cultural, o que seja.
 
Respeitamos, comunitária e institucionalmente, todas as Tradições Espirituais e Religiosas, constituídas e informais, mas adotamos em relação à Divindade e seus Mestres, Santos e Entidades a visão ou o entendimento AMASÓFICO sobre os mesmos, digamos assim.
 
A AMASOFIA é uma COSMOGONIA, ou seja, uma VISÃO HOLÍSTICA DE MUNDO, uma perspectiva desmistificada, não religiosa e não devocional e também não científica de entendimento da Realidade, da Vida, do Cosmo, da natureza humana e do espaço-tempo, da Consciência, da Espiritualidade, da Divindade, dos Mestres e Avatares, bem como da história da Terra e dos terrestres e do que vai pelos seus (escuros) bastidores. Não envolve crença, mas tão somente informação, lógica elementar, indícios, leitura, pesquisa, estudo, não só da Amasofia em si, mas de tudo o que está vindo à tona na atualidade graças a lutadores de todos os tipos que têm, corajosamente, à revelia das pressões de que têm sido vítimas, “desenterrado” mistérios, revelado fatos, questionado verdades, derrubado dogmas, desmistificado práticas e valores, hábitos e comportamentos, sejam oficiais, oficiosos ou culturais.
 
Seu Codificador, entre nós, é um respeitado colega de trabalho que, como os demais integrantes da REDE AURORA, canaliza e disponibiliza orientações genéricas, abertas, que por sua vez são aprofundadas por todo aquele que se dedica a uma área do saber, setor de conhecimento ou de atividade prática, ou região geográfica onde a REDE AURORA está ou precisa se fazer presente, razão pela qual todos os ASSOCIADOS desenvolvem a percepção de serem, eles também, CANAIS de suas contribuições pessoais para a Obra, todos igualmente importantes e necessários à harmonia e ao progresso da proposta.
 
Regiões “seguras”
 
A REDE AURORA adota os mesmos critérios de localização geográfica sugeridos pela AGENDA AQUARIANA, critérios esses hoje já fundados no simples bom senso, com muitos indicadores, inclusive científicos, e não os adota em razão do anunciado "Fim do Mundo", mas tão somente porque deseja deixar às gerações futuras uma infraestrutura mínima, uma vez que a não adoção desses critérios de localização de suas Estações poderá colocar em risco físico toda a obra como esforço material, visando resultados materiais para agora e para as gerações futuras, estejamos nelas ou não.
 
O Modelo Aurora
 
A REDE MUNDIAL DE ESTAÇÕES AURORA, como a própria expressão sugere, é uma REDE que se pretende mundial, de mini-assentamentos agroecológicos autodeterminados (Estações Aurora). Ou seja, crescentemente autossuficientes, autossustentáveis e autossubsistentes, pensados para ser implantados artesanalmente (tecnologias convencionais de construção) em sítios localizados em microrregiões altas, idealmente acima de 740 metros em relação ao atual nível do mar, longe das regiões hoje costeiras, das margens de grandes lagos e rios caudalosos, de florestas de grande porte, assim como distantes de complexos rodoviários, de geração de energia elétrica e de mineração. Áreas rurais de baixo significado econômico e de baixa densidade demográfica têm a preferência.
 
Cada unidade da REDE coloca-se como um "portal" para a REDE como um todo. Seus respectivos processos serão o contexto e a "escola" onde seus protagonistas mais próximos vão trabalhar sobre si mesmos e em conjunto com o grupo, cotidianamente, os valores, os hábitos, os costumes, as práticas e as posturas, os comportamentos, as metodologias e as tecnologias, os significados, os sonhos, os desejos, enfim, tudo o que nós, enquanto comunidade proponente, acreditamos ser variáveis carentes de questionamento e transformação. Tudo isso para que a REDE AURORA, no meio do mundo como ele é e como ele se encontra, possa constituir-se em pelo menos mais uma alternativa capaz de subsidiar os esforços globais por um mundo melhor, um mundo de paz, feliz, ecológico e sadio, plural, eclético, espiritualizado, criativo, holístico, verdadeiramente próspero, livre, pleno de verdade e de sabedoria, de cooperação e de fraternidade, enfim, um mundo de fato avançado, em amplo sentido, viável aqui e agora e também no futuro, ou seja, realmente SUSTENTÁVEL.
 
Não é, absolutamente, uma crítica a outros modelos, a outras perspectivas ou possibilidades de solução, a outros modos ou meios de ação ou de contribuição à causa acima explicitada.
 
Colocamo-nos apenas como mais uma possibilidade, ou parte de uma possibilidade global que se encontra em curso. Mas, de qualquer forma, um sonho "sonhado junto", uma experiência de "resgate da utopia", uma experiência de vida que, diante de tudo o que temos visto à nossa volta e que insidiosamente se encontra plantado também em nossos corações, almas e mentes, merece, sem dúvida alguma, ser vivida.
 
É uma ideia que, simplesmente, sentimos que vale a pena ser abraçada até às últimas consequências, no melhor dos sentidos possíveis, sempre com muito equilíbrio e determinação, fé, alegria, disposição, discernimento, autoridade, desprendimento e os melhores propósitos humanitários.
 
Talvez seja nossa maneira de nos fazermos "ouvir", pois acreditamos em soluções de síntese, já que as ações fortemente setorizadas trazem, em si mesmas, grandes contradições em relação ao que se busca repensar antes que seja tarde demais.
 
As Estações Aurora localizam-se a partir do centro de suaves colinas ou em platôs e seguem um padrão de desenho bem característico, realizando um habitat não só ecológico, mas radiônico também, e que apresenta uma configuração terraciada à semelhança, por exemplo, da cidade andina de Machu Picchu.
 
Além de planejada para abrigar confortavelmente uma população da ordem de 240 pessoas e reunir certa infraestrutura para estudos e pesquisas convencionais, as ESTAÇÕES AURORA almejam, também, ser centros ativos de investigação e vivências avançadas em setores paracientíficos e extrassensoriais em geral, incluindo-se os estudos em Ufologia, Radiônica, Psicotrônica e Transcomunicação Instrumental Assistida, dentre outros temas afins.
 
Referenciais (Base Cosmogônica)
 
Desde seus FUNDADORES, a REDE AURORA entende que somente uma perspectiva tão corajosa quanto abrangente de realidade poderia guiar nossas escolhas meio a esse emaranhado de possibilidades que a percepção humana — cientificamente assistida ou instrumentada, ou aquela simplesmente intuitiva ou advinda das tradições de sabedoria — acabou por produzir e que a moderna comunicação de massa disponibilizou, ou mesmo tornou compulsória, para toda a "aldeia global".
 
É por essa razão que a REDE AURORA procurou não se ater apenas ao que é consagrado, oficial ou estabelecido, indo adiante com cuidado e discernimento para levar em consideração outros fatos, fenômenos, fatores e visões de mundo e de realidade — ocidentais e orientais, empíricos e intuitivos, tradicionais e modernos, científicos ou não, esotéricos e exotéricos — que pudessem lançar luzes sobre a cultura dominante. Cultura esta que, sem dúvida, é a responsável pelo quadro no qual nos encontramos todos, individual e coletivamente, já que, de certa forma, seus valores e aquilo à qual ela empresta significado e sentido, correm vivos em nossas almas, em nossos corações, em nossas mentes.
 
Desta forma, foi-nos impossível desconsiderar, por exemplo, as paraciências em geral, em suas diversas vertentes teóricas e práticas, e as poderosas considerações que suas disciplinas nos obrigam a fazer. É por esta razão que a AMASOFIA — reconhecida como "Uma Cosmovisão Holística para o III Milênio" — firmou-se, numa perspectiva não dogmática e aberta, como referencial para a REDE AURORA desenhar e atualizar sua proposta cotidianamente.
 
Unidades da REDE MUNDIAL AURORA
 
A REDE AURORA, presentemente, está implantando 3 (três) — obras civis — das 16 (dezesseis)  Estações Aurora que almeja desenvolver a título de ETAPA PIONEIRA em todo o mundo, sendo 4 (quatro) delas em solo brasileiro (Goiás, Minas Gerais, Bahia e Paraná) e as demais em outros países que, em princípio, seriam os seguintes: Argentina, Equador e Venezuela (América Andina), Moçambique, Portugal, Sardenha (Ilha italiana no Mediterrâneo), Croácia e Geórgia (Europa), Polônia, Ucrânia e Rússia.
 
Sim, porque a proposta não quer se limitar ao território nacional, onde a pessoa jurídica da REDE AURORA tem sede, mas ir além dele, inclusive em razão de sua índole planetária. Com um mínimo de experiência e consistência técnica e organizacional, a ideia é levar a oportunidade aos nossos vizinhos sul-americanos, e depois para a Europa, a Ásia e a África, e assim por diante, sempre dentro da mesma estratégia adotada pelo modelo AURORA, muito embora sempre devidamente adaptada aos contextos socioculturais e legais onde a proposta chegar e encontrar parceiros.
 
Modalidades de Adesão
 
A adesão formal à REDE AURORA acontece necessariamente através da integração do interessado ao Quadro de Associados do INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA, pessoa jurídica que representa internacionalmente a REDE MUNDIAL DE ESTAÇÕES AURORA, nos termos da chamada AGENDA AQUARIANA, documento internacional do qual a REDE AURORA é livre-signatária como já explicitado acima.
 
A proposta de ADESÃO à REDE AURORA começa com uma CARTA DE AUTO APRESENTAÇÃO do interessado, tão abrangente e criativa possível, remetida para o seguinte endereço de e-mail: quero.associar-me@redeaurora.org.br, redigida necessariamente depois que o Candidato haja conhecido o presente TEXTO GERAL DE APRESENTAÇÃO e o material disponibilizado através dos links acima destacados.
 
Assim, como é importante que um pretendente conheça a REDE AURORA para fazer uma opção fundamentada, a REDE AURORA se coloca comunitariamente no direito de saber quem dela deseja se aproximar e sob que motivação real. Conhecer e deixar-se conhecer: essa premissa mútua decerto é importante para ambas as partes, porque a REDE AURORA deseja ser uma "família por afinidade" e pretende crescer de modo harmônico, consistente e continuadamente, pois vive seus primeiros passos, etapa particularmente sensível no que diz respeito à consolidação de sua proposta nos termos que adota.

Na referida AUTO APRESENTAÇÃO faz-se necessário que o Pretendente disponha em ANEXO ao seu e-mail, fotos diversas, por exemplo, bem como links de acesso virtual às Redes Sociais de que participa, Blogs e assim por diante. deve ser mais que uma autobiografia, na medida em que a ideia é fazer-se conhecido, deixar-se conhecer junto à Comunidade de VETERANOS da REDE AURORA.
 
Fique por dentro!
 
Na eventualidade do interessado ser ou ter sido aluno de cursos regulares ou extraordinários (intensivos) de AMASOFIA — normalmente promovidos pelo INSTITUTO INSTERNACIONAL DE AMASOFIA — ou haver integrado grupos de estudos regulares monitorados pela REDE AURORA, reuniões presenciais que possam vir a ser requeridas poderão ser, inclusive, dispensadas.
 
Havendo a aprovação do candidato pela comunidade de veteranos da REDE AURORA, o fato lhe será comunicado pela área competente da DIRETORIA da REDE AURORA. Então, orientado pela DIREÇÃO da REDE AURORA, o candidato preencherá e assinará uma DECLARAÇÃO DE ADESÃO e recolherá a TAXA DE ADESÃO respectiva, quando por fim seu nome será incluído no Grupo Virtual (lista de discussão interna) da REDE AURORA, através do qual circulam os boletins internos, avisos e orientações institucionais e se dá o bate-papo cotidiano da “Família Aurora”, e onde o recém-admitido pode e deve comunicar-se à vontade, procurando integrar-se, conhecer seus colegas, tirar dúvidas, buscar orientação e se articular para organizar sua própria participação e, se for de seu desejo, promover aos poucos sua "travessia” CIDADE GRANDE – INTERIOR – ESTAÇÃO.
 
A condição de "veterano" é reconhecida ao neófito que pernoita e planta ao menos uma muda de árvore nativa ou frutífera numa das ESTAÇÕES AURORA, quando então passa a poder frequentar qualquer das unidades mediante um programa de trabalho elaborado pelo próprio Associado e comunicado à REDE AURORA através do grupo virtual acima citado.

Bom desde já destacar que nós integrantes da REDE AURORA não somos, hoje, MORADORES de qualquer das Estações Aurora em obra. Vivemos e trabalhamos como qualquer pessoa ou família e só nos transferiremos para uma das Estações mais próximas na eventualidade de absoluta falta de condições de resposta do atual sistema para a sustentação da vida como hoje ela se coloca no mundo, seja nas áreas urbanas, como nas áreas rurais. Os ASSOCIADOS MORADORES hoje são essencialente encarregados dos Canteiros de Obra, gestores do processo de impalntação das estações Aurora e, na maioria dos casos, são Associados Aposentados ou que usufruem de renda que lhes permitem viver numa Estação Aurora em construção.
 
Painéis Públicos sobre a Rede Aurora
 
Outro caminho bem prático e simples para os interessados se aproximarem da REDE AURORA são as "Reuniões Públicas", onde Associados veteranos apresentam e debatem com os eventuais participantes a REDE AURORA numa perspectiva de proposta integrada e na linha da já citada AGENDA AQUARIANA.
 
ATENÇÃO: Veja na PÁGINA da REDE AURORA no Facebook (www.facebook.com/redeaurora) onde e quando há REUNIÕES PÚBLICAS marcadas e quem são seus expositores.
 
Modalidades de Vínculo
 
Com prerrogativas próprias, são as seguintes as MODALIDADES DE VÍNCULO associativo com a pessoa jurídica da REDE AURORA:
 
(a) Associado APOIADOR - é o filiado residente em qualquer parte do mundo e que, além de recolher sua MENSALIDADE, participa efetivamente dos Grupos Virtuais da REDE AURORA e de pelo menos uma das 22 SUPERINTENDÊCIAS TEMÁTICAS de estudos e pesquisas organizadas e, ainda, pelo menos uma vez a cada dois anos, participa de um EMURA (Graqnde Encontro Internacional da REDE AURORA) em escala continental ou global;
 
(b) Associado CONSTRUTOR – é o filiado que reside na municipalidade ou arredores imediatos onde a REDE AURORA mantém um de seus CANTEIROS DE OBRAS e efetivamente participa regularmente da respectiva logística demandada pelas obras civis, eventos, cotizações, encarregadorias, tarefas diversas, apoio aos MORADORES, e o que mais couber, sem prejuízo do recolhimento de suas MENSALIDADES e de suas participações nos eventos internos da REDE AURORA;
 
(d) Associado MORADOR – é o filiado que, convidado ou com nome aprovado, efetivamente fixa domicílio numa das ESTAÇÕES da REDE AURORA, quando estará sujeito aos termos do REGIMENTO COMUNITÁRIO MUNDIAL da REDE AURORA.
 
Para ser morador na Rede Aurora
 
A condição de MORADOR depende, ou de convite por parte da DIREÇÃO da REDE AURORA (por indicação do Conselho da Comunidade de uma das Estações Aurora), ou de solicitação formal do ASSOCIADO pretendente deferida pela mesma DIREÇÃO, sem prejuízo da necessária existência das condições de abrigo em Módulo Residencial privado (familiar), Partilhado (dois casais) ou Coletivo ("república de solteiros") e da assinatura de um ACORDO de ASSOCIADO MORADOR e, num segundo momento, do REGIMENTO COMUNITÁRIO MUNDIAL da REDE AURORA.
 
O citado ACORDO prevê em uma de suas cláusulas um período de Estágio findo o qual o novo MORADOR poderá passar a ser titular internacional da condição conquistada, a critério do CONSELHO COMUNITÁRIO da unidade onde tiver concluído seu Estágio.
 
Outra cláusula refere-se ao recolhimento, por parte do Associado Morador, de uma “Jóia” a título de doação financeira gratuita cujo valor, ao menos parcialmente, equiparará sua contribuição econômico-financeira à média realizada pelos demais MORADORES. A dispensa parcial ou total dessa obrigação acima referida — fato que poderá se dar a critério do CONSELHO CURADOR da pessoa jurídica da REDE AURORA (Instituto Internacional para a REDE AURORA) — dependerá de parecer do Conselho da Comunidade da unidade onde o Associado encontra-se MORADOR.
 
O financiamento da implantação da base física da REDE AURORA e das despesas inerentes à iniciativa como um todo são de responsabilidade compartilhada (conjunta) de todos os ASSOCIADOS, cada qual segundo suas possibilidades, e a condição econômica de um ASSOCIADO não é, e jamais será, impeditivo a sua participação integral.
 
A não cooperação implicará questionamento interno do comportamento verificado, sempre, em princípio, em busca de uma solução adequada para o ASSOCIADO e a COMUNIDADE AURORA como um todo. Uma condição passiva e de simples crítico e observador não atuante e não integrado poderá, portanto, desligar um ASSOCIADO, sempre nos termos da legislação competente (Código Civil Brasileiro, no que diz respeito às Associações em geral).
 
Orientação quanto a alguns hábitos pessoais
 
Atendendo a inúmeras consultas de nossos leitores, a REDE AURORA registra que, comunitária e institucionalmente, não discrimina ou condena seus optantes, mas reconhece, em seu meio e entre seus ASSOCIADOS, a inadequabilidade energética da prática do nudismo em ambientes junto à natureza (praias, cachoeiras, matas, rios e lagos), assim como os hábitos do fumo, do consumo de drogas, bebidas alcoólicas em geral e a prática de ritos mágicos (magia com elementos testemunhos e sacrifício de animais) ou alucinógenos e estimulantes da sensibilidade psíquica, mesmo que estes não gerem dependência bioquímica, como o caso da "ayahuasca", por exemplo.
 
É, também, sugestiva em relação a uma alimentação não carnívora e à utilização dominante de técnicas naturais, em sentido amplo, para a cura e a manutenção da saúde, inclusive cura paranormal.
 
No campo da sexualidade a orientação é que sua prática, feliz, descontraída e mutuamente consentida, é prerrogativa de um casal em termos espirituais, independentemente do gênero das partes envolvidas e desde que a relação não se valha de subterfúgios para ser socialmente vivida.
 
Saiba mais
 
Vale informar que, complementarmente, reuniões públicas — como feiras, congressos, ciclos de palestras, por exemplo — onde a REDE AURORA estiver presente ou representada, e eventos internos abertos à participação de terceiros não associados, podem facilitar em muito a formalização da adesão de um interessado. A agenda de tais eventos estará sempre disponível neste sítio eletrônico (website) da REDE MUNDIAL DE ESTAÇÕES AURORA ou na Página da REDE AURORA no Facebook.
 
A idéia central é que os interessados possam ter um claro entendimento do que é a REDE AURORA, de sua proposta, do modo como funciona e de seus planos, visando uma adesão consciente e segura para ambos os lados. Essa é a ideia que a prática consagrou no cotidiano da REDE AURORA que, vale destacar, já contabilizou, no passado, prejuízos diversos por não ter estruturado um processo de adesão que de fato representasse um ganho para a comunidade e para o ASSOCIADO.
 
Participação nos debates para se deixar conhecer
 
Vale destacar, também, que uma boa participação nos debates vividos no âmbito da página da AGENDA AQUARIANA na rede social “Facebook” (vide link adiante) credencia o interessado a um processo de adesão mais rápido e consistente para ambas as partes.
 
Link: www.facebook.com/groups/agendaaquariana
 
Primeiro Passo
 
O primeiro passo, portanto, para qualquer interessado, depois de conectar-se aos instrumentos de comunicação virtual em rede (Internet), é inteirar-se dos conteúdos amasóficos de um modo geral, pois a AMASOFIA (veja www.amasofia.org.br) é o “ponto de união” da REDE AURORA, ou seja, seu suporte cosmogônico (visão de mundo). Em um segundo momento é procurar dominar os conteúdos dos links acima destacados. Na sequência, sim, a referida CARTA DE AUTO APRESENTAÇÃO a ser enviada para o endereço quero.associar-me@redeaurora.org.br.
 
O mútuo conhecimento entre as partes, assim como a mútua aceitação plena e descontraída, será sempre uma componente vital para a harmonia da REDE AURORA, fator básico para que seu progresso possa se dar de modo harmonioso e continuado, ou seja, feliz para todo mundo!
 
Destinação dos Recursos: Receitas e Despesas
 
Muitos nos escrevem indagando sobre a questão da participação financeira dos ASSOCIADOS para que o INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA possa honrar seus compromissos institucionais, ou seja, implantar a REDE MUNDIAL DE ESTAÇÕES AURORA, através de suas atividades meio e fim.
 
Assim, resumimos neste tópico os elementos relativos a esse tema, ou seja, PARTICIPAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA dos ASSOCIADOS, começando pelos valores das MENSALIDADES e da TAXA DE ADESÃO, bem como a destinação desses recursos.
 
São os seguintes os valores vigentes das MENSALIDADES e da TAXA DE ADESÃO:
 
Taxa de Adesão:
O equivalente ao valor de um Salário Mínimo oficial no Brasil, inicialmente acertada em até 5 (cinco) parcelas (1 + 4). O valor atual (2016) é de R$ 880,00 (oitocentos e oitenta reais).
 
Mensalidade de Manutenção:
O valor da mensalidade a ser recolhida sistematicamente em favor do INSTITUTO AQUARIANO REDE AURORA é de, no mínimo ( Ano 2016), R$ 120,00 (cento e vinte reais), e vencem até o 13º dia do mês. A receita advinda das MENSALIDADES cobrem os custos relativos à manutenção e funcionamento da pessoa jurídica da REDE AURORA, ou seja, aluguéis, água, lixo, IPTU, energia, telefone, despesas cartoriais, correios, domínios, hospedagens, telefones e Internet, pessoal, serviços de terceiros (Contador, Caseiros e Zeladores, por exemplo), diárias, transportes e combustível, gás, hospedagens, material de escritório, almoxarifado e intendência do Escritório-sede, manutenção de computadores, manutenção predial, fundo de reserva, etc.)
 
Nota:
Se a opção for pelo parcelamento da TAXA DE ADESÃO, a primeira mensalidade vence juntamente com a primeira parcela, ou seja, no ato da adesão. Em caso contrário (acerto à vista da TAXA DE ADESÃO) a primeira mensalidade vencerá no dia 13 do mês seguinte ao da adesão.
 
Descontos:
Havendo necessidade, o ASSOCIADO pode requerer, por prazo determinado, descontos de até R$ 70,00 (setenta reais) no valor de sua MENSALIDADE. Desempregados e Associados sem rendimentos próprios ou insuficientes podem requerer o benefício, desde que por tempo ou prazo determinado, passível de renovação a critério da DIRETORIA;
 
Imóveis rurais (terras):
As terras (imóveis rurais) vinculadas às Estações Aurora são doações a título gratuito feitas por Associados ou não Associados, cabendo cláusula de reversão da doação no caso de propriedade cuja destinação institucional não for honrada, ou no caso de eventual extinção da pessoa jurídica do Instituto Internacional para a Rede Aurora. Não serão aceitas doações de propriedades rurais (terras) quando o doador permanecerá como vizinho, em propriedade particular.
 
Cotizações das Obras Civis:
As obras civis (construção física das Estações Aurora segundo o projeto de referência adotado) são realizadas a partir de contribuições voluntárias de Associados contabilizadas à margem do valor da MENSALIDADE e são feitas em espécie (tijolos, madeira, ferragens, telhas, tubulações, cimento, cal, areia, pedra, ferragens, louça sanitária, máquinas, instrumentos, ferramentas, implementos diversos, utensílios, insumos, mudas, utilidades, material elétrico, eletrônicos, mobiliário, publicações, computadores, etc.), e diretamente a uma das COORDENADORIAS DE CAMPO entre as que se encontram autorizadas para receber tais participações por serem responsáveis por um dado CANTEIRO DE OBRAS.
 
Os ASSOCIADOS em geral podem realizar doações em espécie (ou participar de cotizações para adquirir os itens demandados) em qualquer das unidades em OBRA. A coordenação geral desse processo é atribuição da DIRETORIA GERAL DE INFRAESTRUTURA.
 
A referida DGI administra também os recursos que lhe são disponibilizados diretamente pelo PROECO – FUNDO AURORA PRÓ-DESENVOLVIMENTO LOCAL SUSTENTÁVEL E AJUDA HUMANITÁRIA mantido pelo INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA e seus PARCEIROS ESPECIAIS, bem como saldos eventuais do CAIXA GERAL do INSTITUTO, formado a partir das MENSALIDADES.
 
O referido PROECO tem, entre suas prerrogativas, dentre outras, financiar a aquisição de novas terras (bens imóveis) para a implementação de novas unidades da REDE AURORA, como também transferir recursos (custeio e investimentos de risco) para os PARCEIROS ESPECIAIS da REDE AURORA ou para a aquisição de máquinas, equipamentos e pré-fabricados em geral de interesse do conjunto das ESTAÇÕES AURORA.
 
Bom lembrar que a REDE AURORA tem jurisdição internacional, ou seja, buscará sempre atender a demanda por recursos financeiros de canteiros de obra localizados dentro ou fora do Brasil, País-Sede da Pessoa Jurídica da REDE AURORA.
 
A receita do PROECO é formada pelas TAXAS DE ADESÃO, doações de terceiros não associados, dotações em geral, convênios, rendimentos de aplicações financeiras incentivadas (poupanças e aplicações), royalties e direitos autorais a ele destinados.
 
Anualmente, nos termos da Lei, as prestações de contas são avaliadas pelo CONSELHO CURADOR da ONG, depois de, a critério do CONSELHO CURADOR, seja aprovado antes pelo CONSELHO FISCAL. Igualmente nos termos da legislação aplicável, a ONG tem seu Contador e declara ao Fisco (Receita Federal) como qualquer organização civil para fins não econômicos e caráter não governamental.
 
Taxa de Embarque:
O valor da "jóia" para novos MORADORES é outro item da relação econômico-financeira do ASSOCIADO com a REDE AURORA.
 
Tal "jóia" — conhecida dentro da Rede Aurora como TAXA DE EMBARQUE — visa garantir uma equiparação relativa entre os investimentos já feitos pelos MORADORES veteranos e aqueles que estão chegando para serem novos MORADORES, ou seja, é uma forma da comunidade acelerar as obras programadas para que as ESTAÇÕES possam fazer frente às necessidades de infraestrutura demandada por mais uma família de futuros MORADORES.
 
Os recursos advindos dessa "jóia" (Taxa de Embarque na Rede Aurora) são aplicados inteiramente nas obras civis (CAIXA GERAL DE OBRAS CIVIS) de uma ou de mais unidades da Rede Aurora, segundo as prioridades levantadas a cada ano pela referida DGI – DIRETORIA GERAL DE INFRAESTRUTURA.
 
Uma vez MORADOR, o ASSOCIADO poderá ser requisitado, temporariamente ou por tempo indeterminado, em qualquer das Estações — inclusive para Estações Aurora fora do Brasil — sempre no sentido de garantir a todos adequadas condições de dedicação voluntária.

Bom que se destaque que mesmo que um ASSOCIADO qualquer financie uma "estação inteira" isso não lhe garante um módulo residencial "exclusivo", fechado para seu usuário eventual, ou mesmo a condição de "Morador por Antecedência", pois essa condição e a cessão de um módulo residencial exclusivo implicam transferência efetiva de domicílio e dedicação integral à REDE AURORA, nos termos das programações acertadas pelos Conselhos Comunitários. Essas condições estão definidas em tese, pois a Rede Aurora ainda não atingiu um estágio de obras e um porte que permita a aplicação dos critérios acima definidos.
 
Todo os imóveis rurais e urbanos, bem como as benfeitorias neles realizadas, são de propriedade do INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA, entidade para fins não econômicos, de caráter internacional, com sede e foro no Brasil.
 
Como afirmado acima, toda a contabilidade segue os preceitos da legislação cabível e o INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA tem se mantido em dia com essas obrigações, como postura que considera justa, útil e necessária em seu relacionamento com o ordenamento jurídico-legal e cultural de seu País-Sede, o BRASIL, e dos demais países onde atua ou atuará.
 
Valor total
Somando-se a TAXA DE ADESÃO e 12 MENSALIDADES por ano, e considerando o valor de R$ 880,00 (2016) para o Salário Mínimo (piso brasileiro), a contribuição financeira de um ASSOCIADO chega a R$ 2.320,00 (dois mil, trezentos e vinte reais) por ano, de tal modo que, em sete (7) anos o ASSOCIADO terá recolhido o equivalente a R$ 27.840,00 (vinte e sete mil, oitocentos e quarenta reais), ou seja, o valor equivalente a 1/5 do custo de um MÓDULO RESIDENCIAL completo e sua respectiva infraestrutura e serviços comunitários. Essa referência poderá garantir à REDE AURORA uma condição mínima para, numa eventualidade de estado de calamidade pública global, abrigar em caráter emergencial os ASSOCIADOS e seus DEPENDENTES inscritos, ainda que em condições precárias de subsistência.
 
Prevendo inclusive que boa parte dos ASSOCIADOS não têm condições de atingir essa meta, e considerando os 4/5 restantes do custo médio por MÓDULO RESIDENCIAL, o INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA mantém PARCEIROS ESPECIAIS para que, através das ações e atividades dos mesmos, possa contar com renda suplementar para financiar as obras e o desenvolvimento de cada Estação AURORA, até que a mesma tenha condições, ou de encontrar sua autodeterminação em rede, ou de se ver na contingência de subsistir de alguma forma, ou de qualquer forma, em razão de pressões externas decorrentes do processo de Transição Pisces-Acquarius.
 
Não somos uma "OSCIP"
 
O INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA não é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e não tem planos nesse sentido. Buscará, entretanto, a condição de Utilidade Pública. Portanto, não remunera seus dirigentes e todo o trabalho é voluntário, a menos dos servidores contratados no campo ou para as obras civis e serviços diversos nos canteiros de obras, onde empregam-se nativos identificados com a equipe. Na medida do possível, o INSTITUTO formará e remunerará, nos termos da lei, seu próprio QUADRO DE PESSOAL e não deixará a descoberto demandas verificadas por seu Fundador caso o mesmo venha a precisar de apoio face a sua dedicação exclusiva à obra, nos termos fixados no ESTATUTO.
 
Visitação Pública
 
As Estações AURORA, desde o ano de 2005, não mais estão abertas à visitação pública espontânea, mas tão somente a ASSOCIADOS em dia com suas obrigações estatutárias e regimentais. Mediante CONVITE previamente aprovado pela DIREÇÃO da REDE AURORA, ou em razão de uma programação aberta ao público (cursos) estar sediada numa das Estações AURORA, essa visitação poderá acontecer. Destacamos que tais cursos implicam matrícula antecipada devidamente aprovada, custos honrados e respeito ao regulamento interno para visitantes.
 
Pessoa Jurídica
 
A REDE AURORA tem como base institucional o INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA, entidade de caráter internacional criada, registrada e mantida na forma da lei como entidade para fins não econômicos (sem fins lucrativos) e com sede e foro no Brasil, na cidade de Irati, no Estado do Paraná, onde mantém sua Secretaria Geral (Escritório-sede), de cunho eminentemente administrativo e de coordenação.
 
A referida entidade tem como órgão máximo seu CONSELHO CURADOR, encarregado de representar seu ideário, zelar pela integridade da proposta e dirigir administrativamente a pessoa jurídica e a REDE AURORA como um todo. Entre seus membros é indicada, por consenso, a DIRETORIA, integrada por um PRESIDENTE, dois VICE-PRESIDENTES, um DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS, um DIRETOR DE INFRAESTRUTURA e um DIRETOR PARA ASSUNTOS SÓCIO-COIMUNITÁRIOS.
 
A gestão operacional é atribuição técnica da Secretaria Geral do INSTITUTO, formada por profissionais contratados pela entidade por indicação do CONSELHO CURADOR, ou por associados voluntários indicados pelo mesmo CONSELHO CURADOR.

As contas são auditadas internamente pelo CONSELHO FISCAL da entidade, formado de três Conselheiros com gestão de quatro anos, passível de renovação e escolhidos pelo CONSELHO CURADOR entre os integrantes do Quadro de Associados.
 
Acontecendo vaga na composição do CONSELHO CURADOR os remanescentes indicam um substituto interino, até que, por decisão do próprio CONSELHO CURADOR, a qualquer tempo, o nome é incorporado ao órgão em caráter permanente.
 
As funções referidas não são remuneradas. Os recursos econômico-financeiros são os permitidos pela legislação competente, mas são advindos, principalmente, de doações voluntárias e gratuitas por parte dos Associados, ou seja, dos que aderem formalmente à proposta da REDE AURORA.
 
O INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA — que abriga também o PROECO - Fundo AURORA PRÓ-DESENVOLVIMENTO LOCAL SUSTENTÁVEL E AJUDA HUMANITÁRIA — mantém alguns PARCEIROS ESPECIAIS, espécie de "braços especializados" da REDE AURORA e que, sem prejuízo da independência dos mesmos, articulam-se entre si no sentido de uma colaboração direta e efetiva com a "entidade-mãe", ou seja, o INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA. Veja adiante a relação dos PARCEIROS ESPECIAIS.
 
A finalidade do esquema acima destacado, além da geração de renda complementar para o empreendimento e o pleno desenvolvimento do conjunto todo, é o adequado atendimento das demandas suscitadas pela implantação da REDE AURORA no presente contexto planetário, em todas as suas interfaces com esse mesmo sistema dominante.
 
Para conhecer o ESTATUTO da pessoa jurídica da REDE AURORA, ou seja, o ESTATUTO do INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA, basta procurar pelo documento entre os que se encontram publicados neste espaço virtual (Vide final deste artigo).
 
PROECO
 
Sediado no INSTITUTO, o conjunto dos PARCEIROS ESPECIAIS da REDE AURORA criou e mantém o PROECO - Fundo AURORA Pró-Desenvolvimento Local Sustentável e Ajuda Humanitária no sentido de uma administração mais objetiva dos recursos econômico-financeiros captados por todos, em benefício de todos e de suas respectivas finalidades institucionais, complementares entre si, no curto, médio e longo prazos.
 
A primeira das responsabilidades do PROECO é a geração e a captação de recursos a fundo perdido (não reembolsáveis), tanto interna como externamente, sem comprometer a liberdade das entidades envolvidas (Parceiros Especiais) no que diz respeito às suas finalidades e modo de atuação.
 
Dentre outras razões para sua existência, o PROECO visa manter a capacidade da REDE AURORA e de seus Parceiros Especiais de oferecerem as contrapartidas necessárias para seus projetos socioambientais, por um lado, e suas aplicações na pesquisa, desenvolvimento e difusão circunstanciada de ecotecnologias de transição.
 
Saiba mais sobre o PROECO
 
O PROECO é formado, ordinariamente, pelos recursos advindos da cobrança da Taxa de Adesão, bem como por doações avulsas em geral, feitas por ASSOCIADOS ou não, pessoas físicas ou jurídicas, de direito privado ou público (dotações, Utilidade Pública, convênios, contratos, etc.).
 
A busca da condição de Utilidade Pública Federal, dentre outros meios, poderá viabilizar recursos de origem pública e privada para o PROECO, razão pela qual tal condição poderá vir a ser pleiteada um dia pela pessoa jurídica da REDE AURORA.
 
Outra receita do PROECO é composta da participação dos recursos do próprio FUNDO na comercialização ou no licenciamento de produtos ecotecnológicos de baixo impacto ambiental e relevante interesse sociocomunitário, ou patentes de invenção e modelo de utilidade desenvolvidos pelo ISAORG – INSTITUTO SANTOS-DUMONT DE TECNOLOGIA E DESENHO INDUSTRIAL, uma das entidades que respondem pela condição de PARCEIRO ESPECIAL da REDE AURORA (Veja também www.facebook.com/groups/aerogeradores).
 
Em pauta, dentre outros produtos, está o desenvolvimento de uma turbina eólica não convencional, de eixo vertical, com cinco pás com perfil Naca (Tracionador Eólico Tufão), visando a geração de energia elétrica a partir da força dos ventos. Mais informações, vejam o já citado link >>> www.facebook.com/groups/aerogeradores. Presentemente, dentro desse escopo em particular, o ISAORG mantem parceria com a empresa MEI AllyMaq - montagens Industriais e com a ONG ADECSUL - Agência de Desenvolvimento das regiões Sul e Centro Sul do Estado do Paraná.
 
Os recursos do PROECO no campo socioambiental e de ajuda humanitária, vale destacar, são aplicados a partir de um "projeto guarda-chuva" — diretriz para as ações humanitárias e socioambientais de toda o GRUPO AURORA (Rede Aurora e seus Parceiros Especiais) — o qual se desdobra em dezesseis vetores de dedicação apresentados a seguir, em tópico especial deste documento.
 
Todos os PARCEIROS ESPECIAIS da REDE MUNDIAL AURORA podem se beneficiar e ser igualmente contribuintes econômico-financeiros no sentido de garantir ao PROECO as condições para que cumpra seus objetivos. Para saber mais sobre os referidos PARCEIROS ESPECIAIS da REDE MUNDIAL AURORA, veja o tópico a seguir.
 
A finalidade última do PROECO é o financiamento da implementação global da REDE AURORA, em todos os seus aspectos, níveis de profundidade e temáticas circunstanciais ou complementares, enquanto as condições econômico-financeiras da ordem vigente o permitam.
 
PARCEIROS ESPECIAIS
 
A pessoa jurídica da REDE AURORA, ou seja, o INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA, tem plena abertura para a efetivação de parcerias com o setor público, o terceiro setor, entidades sócio-comunitárias em geral e com o setor privado no tocante as suas ações de caráter humanitário regional, defesa civil, pesquisa e desenvolvimento de ecotecnologias sociais e estudos avançados, de modo muito particular quando a área geográfica da ação preconizada é situada no âmbito das áreas-programa de qualquer de suas unidades (Estações Aurora), sem prejuízo de outras possibilidades, desde que estudadas caso a caso.
 
Saiba mais
 
Seus projetos microrregionais, por exemplo, nascem no âmbito das COORDENADORIAS DE CAMPO de cada ESTAÇÃO AURORA, dentro de um arcabouço de nível abrangente (Projeto "Guarda-Chuva"), articulados a partir da direção da REDE AURORA (responsável pela gestão dos recursos do PROECO, unidade financiadora integral), ou das contrapartidas eventualmente demandadas pelos agentes financiadores.
 
Porém, destacamos que seus principais PARCEIROS são, em primeiro lugar, seus ASSOCIADOS, ou seja, todos aqueles que de alguma maneira e de modo inteligente, responsável, lúcido e planejado buscam para si novos padrões ou referenciais de qualidade de vida e dedicação ao próximo, e que em razão disso buscam deixar as grandes cidades para uma vida, se não nas ESTAÇÕES AURORA em si, em pequenos municípios, lugarejos, vilas e povoações altiplanas isoladas, onde lhes seja possível, também, se "recolocarem" enquanto seres humanos, diante de si mesmos, da VIDA e de seus semelhantes.
 
A REDE AURORA, nesse sentido, é a casa comum de todos os que, de modo consequente, desejam de fato empreender a travessia cidade-campo, tanto geograficamente, como no sentido pessoal, íntimo ou "interno" (Travessia Interior) de um CIDADÃO CÓSMICO a dar testemunho objetivo de seu posicionamento em relação ao momento planetário que a todos nós abriga e que a todos nós cobra tão amplas quanto profundas e urgentes "redefinições".
 
Em razão da amplitude das demandas que a REDE AURORA suscita, direta e indiretamente, a curto, médio e longo prazos, o INSTITUTO vem cuidando de propiciar o surgimento de "braços institucionais especializados" para que tais demandas possam não só ser melhor supridas, mas que possam igualmente representar oportunidades para terceiros, além de fonte adicional de renda para o conjunto das iniciativas que complementam a REDE AURORA, enquanto no contexto sociocultural e econômico atual ela vai se desenvolvendo mundo a fora.
 
Tais "braços institucionais especializados" são ou serão "INSTITUTOS" formalmente constituídos nos mesmos termos do INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA (sem fins lucrativos), e já nasceram ou nascerão como PARCEIROS ESPECIAIS da REDE AURORA, formando, assim, uma rede de cooperação mútua, onde uns ajudam aos demais a realizarem suas finalidades, todas elas fortemente complementares entre si.
 
Os INSTITUTOS admitidos como "Parceiros Especiais"
 
Tais "braços institucionais especializados" são ou serão os seguintes:
 
I
Instituto Santos-Dumont de Tecnologia e Desenho Industrial - ISAORG
Website: www.isaorg.org.br

II
Lis Amarela Internacional de Defesa Civil e Ajuda Humanitária (Projeto)
Grupo Virtual Aberto – (fora do ar)
 
III
Instituto Vimana de Pesquisas e Estudos Ufológicos
Website: www.vimana.org.br

IV
Instituto Internacional de Amasofia
Website: www.amasofia.org.br
 
Em razão de suas afinidades e visando apoio mútuo, os "Parceiros Especiais" do INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA — organizados no "GRUPO AURORA" — constituíram em comum a SIGA - SECRETARIA INTERNACIONAL DO GRUPO AURORA, uma espécie de "super secretaria geral" para atender, com o mesmo pessoal (funcionários e voluntários) toda a parte burocrática e administrativa das cinco (5) entidades: REDE AURORA, LIS AMARELA, ISAORG, INSTITUTO INTERNACIONAL DE AMASOFIA e VIMANA. O GRUPO AURORA não tem personalidade jurídica própria, mas é tão somente uma "irmandade", um organismo para reduzir ao mínimo os dispêndios com as atividades meio em benefício das atividades fins das cinco "entidades irmãs".
 
Todas as entidades acima relacionadas, aos poucos deverão abrir vagas para adesões de interessados em seus respectivos Quadros de Associados Operativos, Colaboradores e Mantenedores. O processo exige cuidado e muita dedicação, do contrário a estrutura poderá transformar-se em um ônus e não um instrumento de apoio efetivo à REDE AURORA e à consecução das finalidades de cada uma das entidades criadas ou em fase de organização.
 
As adesões aos Quadros de Associados em questão implicarão, em todos os casos acima, taxa de adesão e de manutenção, sem prejuízo de outras obrigações por parte do ASSOCIADO, pois tais organizações estão sendo ou foram implantadas para terem real compromisso com suas finalidades, sempre em uma perspectiva social, ecológica, pacifista e humanitária.
 
Os ASSOCIADOS da REDE AURORA são, em princípio, associados natos das entidades acima relacionadas como PARCEIROS ESPECIAIS, a menos que solicitem o contrário e, nesse sentido, são desobrigadas, em princípio, de Taxa de Adesão e Mensalidades respectivas.
 
Por enquanto, os interessados dispõem ou disporão apenas (graciosamente) de um GRUPO VIRTUAL (no Facebook) para troca de informações pertinentes às áreas contempladas pelas organizações acima. Tais participações, vale destacar, não caracterizam vínculo social, mas tão somente uma demonstração de interesse potencial dos correspondentes com o tema de cada uma das citadas entidades.
 
Para tornar-se membro de qualquer dos Grupos Virtuais já existentes os eventuais interessados devem solicitar inscrição acessando diretamente os respectivos GRUPOS VIRTUAIS no Facebook.
 
AJUDA HUMANITÁRIA
 
A REDE AURORA e seus PARCEIROS ESPECIAIS têm forte compromisso com populações e agrupamentos familiares rurais interioranos e isolados (Nativos), inclusive face ao papel estratégico que podem ter na eventualidade de uma situação planetária, hemisférica, continental ou regional de calamidade pública generalizada — em razão de fatores naturais ou não — além da relevante função que tais populações podem desempenhar na preservação ecológico-ambiental e paisagística de áreas ainda relativamente preservadas, inclusive tendo por base o turismo rural, de aventura, o turismo científico, o turismo cultural e o artesanato artístico e para fins utilitários, com repercussão na qualidade de vida dessas comunidades.
 
Saiba mais
 
Nesse sentido, a REDE AURORA e seus PARCEIROS ESPECIAIS têm, aos poucos, organizado suas ações dentro de uma metodologia muito própria, não intervencionista, mas interativa, baseada no compartilhamento participativo daquilo que emprega e desenvolve em favor de suas próprias ESTAÇÕES AURORA e de seus Associados Moradores.
 
Em razão disso as parcerias em questão vêm procurando elaborar — dentro de um "projeto guarda-chuva" denominado "Projeto Permanente de Ação Socioambiental Participativa e Ajuda Humanitária" — um conjunto de dezesseis programas de referência, quais sejam:
 
(01) Ambiente Saudável;
(02) Abrigo Digno;
(03) Energia Limpa;
(04) Alimentação Sadia;
(05) Arte de Viver e Educação Permanente;
(06) Profissionalização Consequente;
(07) Saúde Integral;
(08) Autodeterminação Estratégica;
(09) Renda Sustentável;
(10) Cidadania Consciente;
(11) Cooperação em Rede;
(12) Produção Responsável;
(13) Consumo Cooperativo;
(14) Idoso Ativo;
(15) Mulher Atuante;
(16) Maternidade, Paternidade e Criança Felizes.
 
Modelo de atuação
 
Tais diretrizes iluminam o processo de abordagem em cada uma das áreas geográficas onde as parcerias especiais da REDE AURORA podem chegar através do trabalho voluntário, por menor que seja a capacidade de mobilização de cada uma das partes interagentes.
 
É dentro dessa perspectiva assim colocada que são ou deverão ser elaborados e negociados com eventuais parceiros externos, crescentemente, nossos Projetos Setoriais — que contemplam um só setor de interesse, mas com território em todas as Estações Aurora — e os Projetos Locais, que podem abranger todos os setores, mas com território em uma só Estação Aurora, como base para as ações microrregionais preconizadas.
 
É com essa visão, ou a partir desse modelo de atuação, inclusive, que as parcerias da REDE AURORA estabelecem ou hão de estabelecer suas articulações com outros agentes do terceiro setor, do setor público, do setor privado, das entidades da sociedade civil em geral e com a ação de parlamentares e suas instituições políticas e partidárias, quando for o caso, visando recursos econômico-financeiros, apoio material, logístico, de pessoal, institucional e no plano da ação prática, em nível operacional.

Mundo a fora
 
Com o tempo, essa perspectiva deverá contemplar comunidades isoladas carentes ou desassistidas localizadas em outras partes do mundo ou, de qualquer forma, sempre no entorno das ESTAÇÕES AURORA que o INSTITUTO conseguir implantar nos cinco continentes do globo. Na eventualidade de carência de pessoal a REDE AURORA e seus Parceiros Especiais poderão limitar suas atividades a um convívio fraterno e cooperativo com as comunidades estabelecidas no entorno de seus CANTEIROS DE OBRA.
 
Amasofia
 
A REDE AURORA tem na AMASOFIA, embora numa perspectiva aberta e não dogmática, seus referenciais ou balizas cosmogônicas, inclusive por entender o quão relevante é ter uma "referência de síntese", de base holística em sentido amplo, para ações que se deseja coerentes no tempo e no espaço.
 
A AMASOFIA é representada pelo INSTITUTO INTERNACIONAL DE AMASOFIA, com sede em Irari (PR). Veja e leia, com atenção, os conteúdos disponibilizados no sítio eletrônico www.amasofia.org.br.
 
Presença Alienígena
 
A REDE AURORA, diante do avanço dos estudos, das pesquisas, dos fatos e das notáveis evidências (e denúncias bem fundamentadas) já colecionadas em todo o mundo, não tem como não adotar, no mínimo corajosa e abertamente, uma posição a favor do amplo e generalizado fim de todas as variantes da atual política de acobertamento da presença de avançadas inteligências não terrestres e intraterrestres entre nós desde tempos imemoriais, política essa que, inclusive, tem sido responsável há décadas por severas afrontas aos mais elementares direitos da pessoa humana em todo o mundo.
 
Crise Climática
 
Outro posicionamento que se mostrou igualmente vital foi o de a REDE AURORA colocar-se a favor do reconhecimento da gravidade da problemática ecológico-ambiental, sociocultural, energética, urbano-metropolitana, comportamental, bélica, geofísica, astronômica e sanitária globais, não só em razão das consequências das atividades humanas no meio natural, mas devido também a fatores não conhecidos, solares, eletromagnéticos, espaço-temporais, geofísicos e astronômicos ainda desconhecidos da Ciência em seu atual estágio, e sobre os quais também tem se adotado injustificáveis políticas de desinformação global.
 
A Vida após a Vida (Reencarnação)
 
Um terceiro elemento, de grande relevância também, é o posicionamento que a REDE AURORA toma em relação à importância "vital" da aceitação, numa perspectiva não mística, ou não religiosa, das fenomenologias naturais da dita "reencarnação", bem como das diversas possibilidades das faculdades mediúnicas em geral como recurso para a intermediação de inteligências remotas, ou de algum modo não presentes fisicamente, e ainda da prática responsável da transcomunicação instrumental assistida como meios válidos para a superação das fronteiras que nos separam uns dos outros na Terra, e a Terra de outras civilizações — planetárias, não planetárias (Espaciais) e hiperfísicas — tão intimamente está essa temática ligada à questão da presença alienígena.
 
Nessa linha de raciocínio e compromisso, a REDE AURORA — sempre em sintonia com os conteúdos do documento internacional denominado AGENDA AQUARIANA, do qual é livre signatária — define assim sua MISSÃO, sua VISÃO e seus VALORES
 
MISSÃO, VISÃO e VALORES (Aguardem os textos respectivos)
 
CONTATO (Fale Conosco)
 
Para fazer contato com a REDE AURORA via correspondência (ECT), escreva para o seguinte endereço:
 
INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA
Rua 19 de Dezembro, 280 - Sala 14 - Ed. Pérola do Sul
Bairro: Centro
Irati (PR) — BRASIL
CEP 84500-000
 
Para correspondência via e-mail (correio eletrônico) escreva para:
 
instituto_internacional@redeaurora.org.br
 
Deseja manter-se informado, sem compromisso, sobre o andamento da REDE AURORA, em todos os seus aspectos consulte sempre www.facebook.com/redeaurora, nossa PÁGINA na REDE SOCIAL Facebook.

Mais informações vejam também os seguintes CANAIS no YouTUBE:

(1) www.youtube.com/auroravideoint

(2) www.youtube.com/escoladeamasofia.

INSTITUTO INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA
E-mail: instituto_internacional@redeaurora.org.br

ATENÇÃO: para acessar o ESTATUTO do INSTITUTO
INTERNACIONAL PARA A REDE AURORA, em sua versão vigente,
clique na ilustração abaixo! Muito Grato!


Clique na ilustração acima e
conheça nosso ESTATUTO!

 
FIM

Voltar ao Alto da PáginaFechar esta Página