Horário de Funcionamento
das 13:00 às 19:00
Rua Moisés de Oliveira, 210
Rio Bonito - Irati, PR

O Modelo Aurora

A REDE MUNDIAL DE ESTAÇÕES AURORA, como a própria expressão sugere, é uma REDE que se pretende mundial, de mini-assentamentos agroecológicos autodeterminados (Estações Aurora).

Ou seja, crescentemente autossuficientes,autossustentáveis e autossubsistentes, pensados para ser implantados artesanalmente (tecnologias convencionais de construção) em sítios localizado sem microrregiões altas, idealmente acima de 740 metros em relação ao atual nível do mar, longe das regiões hoje costeiras, das margens de grandes lagos e rios caudalosos, de florestas de grande porte, assim como distantes de complexos rodoviários, de geração de energia elétrica e de mineração. Áreas rurais de baixo significado econômico e de baixa densidade demográfica têm a preferência.

 

Cada unidade da REDE coloca-se como um "portal" para a REDE como um todo. Seus respectivos processos serão o contexto e a "escola" onde seus protagonistas mais próximos vão trabalhar sobre si mesmos e em conjunto com o grupo, cotidianamente, os valores, os hábitos, os costumes, as práticas e as posturas, os comportamentos, as metodologias e as tecnologias, os significados, os sonhos, os desejos, enfim, tudo o que nós, enquanto comunidade proponente, acreditamos ser variáveis carentes de questionamento e transformação.

Tudo isso para que a REDE AURORA, no meio do mundo como ele é e como ele se encontra, possa constituir-se em pelo menos mais uma alternativa capaz de subsidiar os esforços globais por um mundo melhor, um mundo de paz,feliz, ecológico e sadio, plural, eclético, espiritualizado, criativo,holístico, verdadeiramente próspero, livre, pleno de verdade e de sabedoria, de cooperação e de fraternidade, enfim, um mundo de fato avançado, em amplo sentido, viável aqui e agora e também no futuro, ou seja, realmente SUSTENTÁVEL.

 
Não é, absolutamente, uma crítica a outros modelos, a outras perspectivas ou possibilidades de solução, a outros modos ou meios de ação ou de contribuição à causa acima explicitada.
 
Colocamo-nos apenas como mais uma possibilidade, ou parte de uma possibilidade global que se encontra em curso. Mas, de qualquer forma, um sonho "sonhado junto", uma experiência de "resgate da utopia", uma experiência de vida que, diante de tudo o que temos visto à nossa volta e que insidiosamente se encontra plantado também em nossos corações, almas e mentes,merece, sem dúvida alguma, ser vivida.
 
É uma ideia que, simplesmente, sentimos que vale a pena ser abraçada até às últimas consequências, no melhor dos sentidos possíveis, sempre com muito equilíbrio e determinação, fé, alegria, disposição, discernimento, autoridade,desprendimento e os melhores propósitos humanitários.
 
Talvez seja nossa maneira de nos fazermos "ouvir", pois acreditamos em soluções de síntese, já que as ações fortemente setorizadas trazem, em si mesmas, grandes contradições em relação ao que se busca repensar antes que seja tarde demais.
 
As Estações Aurora localizam-se a partir do centro de suaves colinas ou em platôs e seguem um padrão de desenho bem característico, realizando um habitat não só ecológico, mas radiônico também, e que apresenta uma configuração terra ciada à semelhança, por exemplo, da cidade andina de Machu Picchu.
 
Além de planejada para abrigar confortavelmente uma população da ordem de 240 pessoas e reunir certa infraestrutura para estudos e pesquisas convencionais,as ESTAÇÕES AURORA almejam, também, ser centros ativos de investigação e vivências avançadas em setores para científicos e extrassensoriais em geral,incluindo-se os estudos em Ufologia, Radiônica, Psicotrônica e Transcomunicação Instrumental Assistida, dentre outros temas afins.
 
Referenciais (Base Cosmogônica)
 
Desde seus FUNDADORES, a REDE AURORA entende que somente uma perspectiva tão corajosa quanto abrangente de realidade poderia guiar nossas escolhas meio a esse emaranhado de possibilidades que a percepção humana — cientificamente assistida ou instrumentada, ou aquela simplesmente intuitiva ou advinda das tradições de sabedoria — acabou por produzir e que a moderna comunicação de massa disponibilizou, ou mesmo tornou compulsória, para toda a "aldeia global".
 
É por essa razão que a REDE AURORA procurou não se ater apenas ao que é consagrado, oficial ou estabelecido, indo adiante com cuidado e discernimento para levar em consideração outros fatos, fenômenos, fatores e visões de mundo e de realidade — ocidentais e orientais, empíricos e intuitivos, tradicionais e modernos, científicos ou não, esotéricos e exotéricos — que pudessem lançar luzes sobre a cultura dominante. Cultura esta que, sem dúvida, é a responsável pelo quadro no qual nos encontramos todos, individual e coletivamente, já que,de certa forma, seus valores e aquilo à qual ela empresta significado e sentido, correm vivos em nossas almas, em nossos corações, em nossas mentes.
 
Desta forma, foi-nos impossível desconsiderar, por exemplo, as para ciências em geral, em suas diversas vertentes teóricas e práticas, e as poderosas considerações que suas disciplinas nos obrigam a fazer. É por esta razão que a AMASOFIA — reconhecida como "Uma Cosmovisão Holística para o III Milênio" — firmou-se, numa perspectiva não dogmática e aberta, como referencial para a REDE AURORA desenhar e atualizar sua proposta cotidianamente.
 
Unidades da REDE MUNDIAL AURORA
 
A REDE AURORA, presentemente, está implantando 3 (três) — obras civis — das 16(dezesseis)  Estações Aurora que almeja desenvolver a título de ETAPA PIONEIRA em todo o mundo, sendo 4 (quatro) delas em solo brasileiro (Goiás,Minas Gerais, Bahia e Paraná) e as demais em outros países que, em princípio,seriam os seguintes: Argentina, Equador e Venezuela (América Andina),Moçambique, Portugal, Sardenha (Ilha italiana no Mediterrâneo), Croácia e Geórgia (Europa), Polônia, Ucrânia e Rússia. 
 
Sim, porque a proposta não quer se limitar ao território nacional, onde apessoa jurídica da REDE AURORA tem sede, mas ir além dele, inclusive em razão de sua índole planetária. Com um mínimo de experiência e consistência técnica e organizacional, a ideia é levar a oportunidade aos nossos vizinhos sul-americanos, e depois para a Europa, a Ásia e a África, e assim por diante,sempre dentro da mesma estratégia adotada pelo modelo AURORA, muito embora sempre devidamente adaptada aos contextos socioculturais e legais onde a proposta chegar e encontrar parceiros.